Está Tudo no Ovo

As Crônicas do Culto de Lam

As crônicas tifonianas aqui apresentadas começaram a ser escritas no fim de 2015 e foram terminadas no fim de 2017, quando encerrava os trabalhos da Sociedade da Estrela & Serpente, uma organização thelêmica de inclinação tifoniana que surgiu como os esforços finais da SETh, Sociedade de Estudos Thelêmicos, fundada em 2004. Ao todo foram produzidas trinta e duas crônicas. Destas, apenas quatorze foram selecionadas para serem publicadas nos dois volumes desta obra, Está Tudo no Ovo.

Neste Primeiro Volume estão às sete primeiras crônicas selecionadas acerca da prática da tradição tifoniana codificada por Kenneth Grant: O Culto de Lam, conforme a experiência pessoal do autor.

Kenneth Grant se esforçou por fazer uma revisão no trabalho de Aleister Crowley, seu mentor. Seus estudos se inclinaram sobre o aspecto lunar da Corrente 93 inalgurada por Crowley e cuja ênfase foi demonstrar o aspecto solar dela. Embora os esforços de Grant sejam dignos de lembrança, um aralto dos Caminhos da Noite e das Sombras, ele não conseguiu amarrar todas as pontas soltas que seu mestre deixou. E pior, baseando-se em muitas ideias equivocadas de Crowley, Kenneth Grant produziu muitas outras pontas ainda soltas. O meu esforço pessoal, representativo somente para mim e para minha busca íntima, foi tentar sanar todas essas pontas soltas. Vou dar um exemplo genuino, concernente a ideia do Sagrado Anjo Guardião.

Crowley defendeu o aspecto solar da ideia ou conceito de Sagrado Anjo Guardião, profundamente influenciado pelo rosacrucionismo e cristianismo-neoplatônico. O Sagrado Anjo Guardião na crença pessoal de Crowley era a incorporação total do equilíbrio, harmonia e beleza da sephiroth Tiphereth na Árvore da Vida. Na tradição thelêmica este é o arquétipo de Ra-Hoor-Khuit, o deus-falcão egípcio.

Mas essa força solar possui um irmão gêmeo de natureza lunar, Hoor-paar-Kraat, que Crowley identificava como o próprio deus Harpócrates. Enquanto o aspecto solar do Sagrado Anjo Guardião está conectado ao idealismo cristão-neoplatônico, seu aspecto lunar está ligado ao animismo e a feitiçaria, daí a confusão que Crowley faz na cabeça das pessoas quando diz que o Sagrado Anjo Guardião é também um sátiro, identificando-o com Set, o Bode do Sabbath, Pã e o Diabo do Tarot. Eu falei sobre essa questão em um vídeo do You Tube: O Sagrado Anjo Guardião & o Diabo Pessoal. Embora Crowley tenha feito essas associações solares e lunares ao Sagrado Anjo Guardião já em 1929, quando estava envolvido com a produção do Magia em Teoria & Prática, não é certo que ele estava consciente das implicações totais de sua descoberta. Seja como for, Crowley defendeu a corrente solar, Grant deu ênfase a corrente lunar conectada a feitiçaria e a visão animista de mundo; no entanto, tendo falhado em seu intento.

Como disse acima, baseando-se em equívocos do Crowley, Grant também cometeu outros; embora sua interpretação da corrente de força que alimenta o Novo Aeon tenha sido a animista-lunar, ele sustentava a ideia inovadora do Iluminismo Científico, que foi a pífia tentativa de Crowley em associar a magia e sua cosmovisão animista aos ideais cientificistas e idealistas da Era Moderna. Então Grant dá mais força a tensão entre animismo e idealismo no entendimento das correntes de força que alimentam a magia. Eu tratei disse tema com detalhes em Daemonium, No. 1.

O Culto de Lam se tornou a prática oficial da tradição tifoniana codificada por Kenneth Grant. Através de Lam, na forma de uma capsula psiconalta, é possível sondar os confins mais profundos da consciência, estruturada no arquétipo da Árvore da Morte. Para explorar a Árvore da Vida, o magista habilidoso utiliza o seu corpo astral. Mas não é possível lançar-se na Árvore da Morte apenas com o corpo astral. É necessário uma armadura de poder, um escudo ovoide que protege a alma. A alma tem a forma de um Ovo de Luz. O corpo de Lam se adapta a forma ovoide do corpo astral, criando uma carapaça de poder impenetrável as forças sombrias da Árvore da Morte, o Reino das Qliphoth.

Vejamos como a ideia de Lam se extende: assim como o Sagrado Anjo Guardião tem o poder de intermediar entre o magista e as criaturas espirituais do reino da geração, deidades diversas, Lam também forma a interface de comunicação entre o magista e os espíritos escuros do Reino dos Qliphoth. Assim, é possível mergulhar no reino das sombras sem preocupar-se com a integridade de seu corpo astral. O perigo reside na falta de preparo espiritual. É muito fácil autoenganar-se pensando que com pouco tempo de treino será possível estabelecer uma conexão poderosa com Lam ao ponto de criar uma simbiose perfeita entre o corpo astral e a estrutura espiritual de Lam.

Dessa maneira – e por isso chamamos de Culto de Lam –, a conexão que o magista estabelece com Lam é a de uma deidade tutelar, quer dizer, um espírito guardião, protetor, instrutor e o meio através do qual é possível interagir com demônios de todos os tipos, se classificarmos as forças sombrias da Árvore da Morte como demoníacas.

Se Lam, na forma de Aiwass, é o Sagrado Anjo Guardião de Crowley, através do Culto de Lam é possível estabelecer conhecimento & conversação com o espírito que inaugurou o Novo Aeon através de O Livro da Lei, que infundiu força e sabedoria no agente de manifestação das forças do Novo Aeon, o líder, podemos dizer, da Corrente 93. Através do Culto de Lam é possível fazer o principal Chefe Secreto da A∴A∴ tornar-se uma deidade tutelar na forma do próprio Sagrado Anjo Guardião.

Essas crônicas podem abrir a sua mente para muitos aspectos ou melhor, para o multiuniverso da filosofia thelêmica.

Essa edição de 352 páginas compõe-se pelas seguintes crônicas:

A Construção do Santuário de Lam

A Magia Ofidiana do Culto de Lam 

A Magia da Zona Malva                   

Perdido no Túnel de Qulielfi            

As Vibrações Ofidianas do Pranava OṂ

Entidades Transterrestres & a Tradição Tifoniana                                              

O sabbath das Bruxas & a Bruxaria Tifoniana Primordial 

O livro está disponível no Clube de Autores 

FERNANDO DE LIGÓRIO

Fernando de Ligório é um hermetista praticante, escritor interessado em Teurgia Neoplatônica, Tradição Salomônica e dos Grimórios, Magia na Antiguidade, Cabala Crioula (Quimbanda), Feitiçaria, Bruxaria e Magia Negra (Caminho da Mão esquerda), Filosofia, Yoga, Tantra, Āyurveda e Xamanismo. Fernando de Ligório se interessa em preservar a Tradição Ocidental de Mistérios (ou Tradição Oculta da Magia) através de seus cursos, palestras, assessoria espiritual e consultas.

CONTATO

Se deseja entrar em contato , me envie um e-mail:

srikulacara@gmail.com

RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES
  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social
  • Facebook ícone social

© 2019 por Fernando de Ligório.