ARTIGOS

Ensaios de Filosofia Oculta em Português

Magia & Feitiçaria na Antiguidade, Idade Média e Moderna

Tradição de Quimbanda 

22/8/2020: OS SETE REINOS DE QUIMBANDA & OS POVOS DE EXUS E POMBAGIRA

O artigo na íntegra sobre a visão tradicional das zonas de poder ou pontos de força/atuação dos Exus e Pombagiras na cosmovisão de Quimbanda. Trata-se de um capítulo do livro ainda em preparo Os Segredos Espirituais da Quimbanda que abre uma discussão mais profunda sobre a Alquimia Negra do Culto de Exu, associando os Sete Reinos às forças planetárias e o trabalho alquímico interior que essas zonas de poder precipitam na alma. O texto para download está aqui.

1/8/2020: TEURGIA & GOÉCIA

O texto Teurgia & Goécia (#1) é um escrito antigo, presente no Volume I do DAEMONIUM, e que destaca a diferença entre a teurgia e a goécia na visão de Jâmblico e dos filósofos-teurgos neoplatônicos. O texto Teurgia & Goécia (#2) foi retirado da Primeira Lição do CFO. Os textos #1 e #2 estão disponíveis para download.

26/6/2020: A ALQUIMIA NEGRA DO CULTO DE EXU

O texto A Alquimia Negra do Culto de Exu é o terceiro artigo da série A Tradição das Sombras. Em três seções o ensaio discorre sobre a apoteose da alma na tradição de Quimbanda através de um processo de Alquimia Negra. Para explicar essa Alquimia Negra do Culto de Exu é construída uma ponte entre a tradição de Quimbanda, a feitiçaria dos Papiros Mágicos Gregos e a teurgia clássica neoplatônica. O texto também apresenta as ideias adversárias do caminho da mão esquerda no pensamento de Jâmblico. O texto para download está aqui.

24/6/2020: O PROGRESSO DA IGNORÂNCIA

O texto O Progresso da Ignorância trata-se de uma apologia luciférica ao refinamento filosófico na tradição de Quimbanda. A grande maioria dos autores de Quimbanda são umbandistas que constroem doutrinas fantasiosas sobre a atuação dos Exus; o ensaio esclarece essas fantasias como o progresso da ignorância dentro da Quimbanda, se esforçando em apontar a luz no fim do túnel que tirará a Quimbanda do obscurantismo maniqueísta moral e intelectual. O texto para download está aqui.

17/6/2020: A QUIMBANDA & O CAMINHO DA MÃO ESQUERDA

O texto A Quimbanda & o Caminho da Mão Esquerda trata-se de uma introdução a uma série de ensaios que recebem o nome de A Tradição das Sombras. Nestes ensaios a intenção é explorar o caminho da mão esquerda em tradições diversas desde a Antiguidade, criando pontes que explicam e contextualizam as técnicas de feitiçaria da Quimbanda como uma genuína arte brasileira de mão esquerda. A Quimbanda foi formada a partir de uma confluência de correntes filosóficas, religiosas e mágicas, agregando em seu leque de práticas influências diversas herdadas de suas correntes formadoras. Original em sua formação, a Quimbanda emancipou-se como uma genuína e fidedigna arte de feitiçaria tradicional brasileira conectada a Tradição Ocidental de Mistérios e de caráter de mão esquerda. O texto para download está aqui.

14/6/2020: AS SETE LINHAS FANTASIOSAS DE QUIMBANDA

O texto As Sete Linhas Fantasiosas de Quimbanda apresenta a visão falastrona e infantil do autor umbandista Lourenço Braga que estabelece um olhar degradante e dogmático da Quimbanda como maléfica e diabólica. Em suas elucubrações ele tenta criar um equilíbrio cosmológico e cosmogônico do universo umbandista estabelecendo as Sete Linhas de Umbanda e de Quimbanda. O texto para download está aqui.

14/6/2020: CIPRIANO O MAGO

Cipriano o Mago é o texto que abre o livro O Espírito de São Cipriano, ainda em preparo. Baseado na experiência pessoal e na história da tradição cipriânica da magia, o escrito apresenta Cipriano o Mago como o arquétipo do Espírito Tutelar ou diabo pessoal. O texto para download está aqui.

26/5/2020: A FEITIÇARIA CIPRIÂNICA

Como temos explorado neste site, a história construída ao redor da figura mítica de São Cipriano ou Cipriano Feiticeiro ilustra romanticamente a busca fundamental e o arcano central da magia: o Conhecimento & a Conversação com o Sagrado Anjo Guardião. O texto A Feitiçaria Cipriânica abre o estudo ainda em construção, O Espírito de São Cipriano. O texto para download está aqui.

19/5/2020: O USO INDEVIDO DO RITUAL DO NÃO-NASCIDO NA QUIMBANDA

Tradições de Quimbanda têm salientado o uso do Ritual do Não-Nascido em sua composição moderna como uma prática viável a conjurações de demônios dentro da tradição. Este texto, Congressus cum Daemone: as Origens do Ritual Não Nascido & seu uso indevido na Quimbanda, é uma introdução a história da composição moderna do Ritual Não-Nascido e um argumento de sua invalidez no contexto da feitiçaria tradicional brasileira. O texto para download está aqui.

3/5/2020: AS ORIGENS DA TRADIÇÃO SALOMÔNICA

A magia tradicional salomônica ou tradição salomônica da magia tem origens muito bem definidas que passam longe da persona construída no Velho Testamento do Rei Salomão. O texto As Origens da Tradição Salomônica, disponível para download aqui, é um pequeno opúsculo de meditação que trata de forma sucinta e direta sobre o tema, destacando dois pontos essenciais e fundamentais: i. a tradição salomônica não foi inaugurada pelo Rei Salomão, muito menos tem raízes em uma suposta prática judaica de magia; a técnica de magia apresentada pela tradição salomônica é grega, difundida nos primeiros séculos de nossa era; ii. um dos arcanos perdidos da tradição salomônica, pelo menos desconhecido a maioria dos adeptos brasileiros desta arte, é o conhecimento e conversação com o diabo pessoal; os demônios conjurados e imprecados pelo mago salomônico têm a função de servi-lo como familiares e servidores. Isso foi muito bem compreendido e colocado em prática pelas feiticeiras da magia popular europeia, que se baseavam mais na tradição oral do que no conteúdo disseminado pelos grimórios. Eu venho tratando deste tema no texto A Herança da Feitiçaria Ibérica na Quimbanda.

10/4/2020: TEURGIA, GOÉCIA & QUIMBANDA

Dois novos artigos foram adicionados para download: Teurgia, Goécia & Quimbanda e A Faca & o Corte: Teurgia na Quimbanda. Ambos os textos constroem uma ponte entre a feitiçaria, teurgia e cultos de mistérios da Antiguidade e a tradição de Quimbanda, demonstrando como os procedimentos magísticos dos magos e feiticeiros do passado estão em sincronia com a arte da feitiçaria tradicional brasileira.

4/4/2020: NOVOS ARTIGOS PARA DOWNLOAD

Em detrimento do novo texto que estou escrevendo, que cruzará livremente a feitiçaria tradicional brasileira (Quimbanda) com a feitiçaria tradicional européia (goécia salomônica erudita e popular), alguns novos textos foram disponibilizados para download: Em Defesa de São Cipriano. Este opúsculo de meditação foi escrito para esclarecer o mito de São Cipriano àqueles que não conseguem tirar proveito iniciático de sua profundidade e amplitude mágica. Em A Influência Cipriânica na Quimbanda Brasileira (Partes #1 e #2) é feita uma introdução sobre ideias magísticas fundamentalmente cipriânicas presentes na feitiçaria tradicional brasileira. Em O Exu Pessoal & o Sagrado Anjo Guardião é feita uma comparação entre essas duas entidades como guias e assistentes espirituais. Continuando a análise comparativa entre o Exu Pessoal e o daimon assistente da feitiçaria nos Papiros Mágicos Gregos da Antiguidade, o texto O Paredros & o Exu Pessoal cria uma ponte entre a Quimbanda e a goécia dos papiros gregos.

   O tema central do grimório de Abramelin é a experiência mística do Conhecimento & a Conversação com o Sagrado Anjo Guardião. Todo o conteúdo do grimório é orientado a invocação bem-sucedida do Sagrado Anjo Guardião. No entanto, a finalidade mágica de feitiçaria goécia oculta no grimório é a obtenção de espíritos infernais servidores. O mecanismo para tal é a autoridade espiritual do Sagrado Anjo Guardião. Embora a linguagem e cosmovisão do grimório sejam de inclinação neoplatônica-cristã, a ideia de se conjurar uma deidade tutelar para receber dela poderes de magia e estabelecer conexões espirituais com espíritos diversos é pagã. O Sagrado Anjo Guardião de Abramelin reúne o melhor da feitiçaria dos Papiros Mágicos Gregos, da teurgia neoplatônica e da tradição salomônica. Esse tema é tratado em A Goécia de Abramelin.

3/4/2020: OS PODEROSOS MORTOS: EXUS E POMBAGIRAS NAS TRADIÇÕES MÁGICO-CULTURAIS DO MUNDO

O texto é um capítulo do livro Segredos Espirituais da Quimbanda que está sendo escrito pelo feiticeiro-kimbanda Fernando de Ligório. No início se esclarece que Exus e Pombagiras não são demônios da hierarquia infernal medieval e nem podem, efetivamente, serem comparados aos daimones da cultura grega. Exus e Pombagiras são Poderosos Mortos, almas deificadas de sabedoria ancestral, magos, xamãs, bruxos, feiticeiros e alquimistas poderosos que atuam auxiliando seus adeptos, os protegendo, amparando, instruindo na superação de obstáculos internos (na alma) e externos (do mundo). O que Exus e Pombagiras são para o feiticeiro-kimbanda os Chefes Secretos são para os thelemitas, os Adeptos dos Planos Internos são para os magistas da Ordem Hermética da Aurora Dourada ou o que os Mestres do Oriente da Grande Fraternidade Branca são para os teósofos. Exus e Pombagiras são mestres que inspiram a jornada dos feiticeiros-kimbanda, cujo objetivo é deificar a alma e transformar-se em um Exu ou Pombagira no momento da passagem, participando das falanges dos Reinos de Quimbanda. Assim foram os heróis e semideuses gregos, os bodhisattvas do budismo, os santos do cristianismo-católico, os Tzaddikins do misticismo judeu, os Guardiões de Avalon da mitologia britânica arturiana, os Einherjar dos nórdicos ou os Ngangas  da cultura kimbundo-bantu africana. Após este esclarecimento, o autor apresenta as duas ferramentas fundamentais para deificação da alma na Quimbanda Brasileira: i. O conhecimento e conversação com os Poderosos Mortos que refina as qualidades e poderes da alma, expandindo a consciência dos adeptos. ii. O sacrifício cerimonial (corte), que purifica e sutiliza a alma dos adeptos. A ciência do corte é apresentada como a ferramenta-kimbanda essencial do culto, que tanto trabalha na deificação da alma dos feiticeiros-kimbanda quanto alimenta o veículo pneumático dos Exus para atuarem efetivamente no Reino da Geração. Este capítulo do livro Segredos Espirituais da Quimbanda é uma introdução ao capítulo que segue, onde o autor se debruça sobre a ciência do corte e sua ação magística e mística na alma. O livro Segredos Espirituais da Quimbanda apresenta os aspectos ocultos e iniciáticos da feitiçaria tradicional brasileira. Ensaio disponível para download aqui.

28/3/2020: VOSSA SANTIDADE MAIORAL DE QUIMBANDA

Três novos ensaios foram inseridos para download: Vossa Santidade Maioral de Quimbanda é o primeiro texto de uma série sobre o Senhor do Inferno (ou Senhor das Trevas) na tradição de Quimbanda, acompanhado de outros dois opúsculos: A Evolução do Conceito & Ideia de Maioral e A Sacerdotisa de Maioral. Estes três ensaios iniciais tratam da gênese e evolução da ideia ou conceito de Exu Maioral na tradição de Quimbanda. Esse estudo será ainda ampliado e explorado em outros artigos.

FERNANDO DE LIGÓRIO

Fernando de Ligório é um hermetista praticante, escritor interessado em Teurgia Neoplatônica, Tradição Salomônica e dos Grimórios, Magia na Antiguidade, Cabala Crioula (Quimbanda), Feitiçaria, Bruxaria e Magia Negra (Caminho da Mão esquerda), Filosofia, Yoga, Tantra, Āyurveda e Xamanismo. Fernando de Ligório se interessa em preservar a Tradição Ocidental de Mistérios (ou Tradição Oculta da Magia) através de seus cursos, palestras, assessoria espiritual e consultas.

CONTATO

Se deseja entrar em contato , me envie um e-mail:

srikulacara@gmail.com

RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES
  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social
  • Facebook ícone social

© 2019 por Fernando de Ligório.